Tangibl logo

Rodrigo Silva - Founder

rodrigo@tangibl.me

Pós-vale

  • validar melhor o modelo de negócio - em progresso: rodando "na mão"

  • começar a ganhar tração

  • um "marketplace" nunca nasce como marketplace

  • killer app: mercados maker e economia criativa em forte expansão, tanto nos EUA quanto no Brasil

Approach

  • começar a rodar projetos de design e prototipação "na mão" via Metamáquina ("Tangível")

  • Tangibl começa como plataforma de compartilhamento de projetos focada no público maker (gerar tração, porém sem receita direta)

  • já implementado: compartilhamento simples de arquivos .stl e .scad

  • com pouco trabalho, já podemos colocar a plataforma no ar como plataforma de compartilhamento (similar ao "Thingiverse")

  • implementar via plataforma o que "cansar" de rodar na mão

Futuro

  • sistema de indexação para objetos 3D e prestadores de serviços utilizando tecnologias Web como OpenGraph, usada por Google e Facebook (objetivo de ser um technology driver nesse aspecto)

  • Tangibl não necessita "armazenar" todos os fornecedores de maneira centralizada. Basta ser um indexador/agregador

  • oferecer partes dos projetos para venda, linkando com fornecedores de impressão 3D, corte a laser, CNC, PCB mas também prateleira (eletrônicos e componentes mecânicos)

  • agregar as fontes de receita indiretas já estabelecidas à plataforma

Receita

  • Indireta: projetos de design e prototipação em pequena escala, fora da plataforma - "Boutique de projetos"

  • Indireta: projetos educacionais com foco em tecnologia "maker": impressão 3D, design 3D, eletrônica, programação e corte a laser

  • Indireta: projetos com agências de propaganda

  • Indireta: eventos (ex. Hackathon 3D)

  • Indireta: instalação de espaços de inovação/makerspaces